Archive for the 'Pré-época' Category

Exercício de aquecimento

18h10: Última chamada para o vôo BA55, com destino a Joanesburgo. Um Boeing 747 (ou 767?). Gigante. Cheio que nem um ovo. Seguem-se 11 horas no ar.

19h: Lugar 36F. Parece-me bem. Cada passageiro tem direito a um ecrã. Azar. O eu não funciona.

19h45: Duas chamadas de atenção depois, continuo sem ecrã. Com tantos lugares num avião tão grande, havia de me sair logo este. Palpita-me que vão ser 11 horas muito longas…

20h05: Duas tentativas de “reset” não ajudaram. Oferecem-me uma troca de lugar. Aceito.

2h: Após o jantar, despachei “Um eléctrico chamado desejo” e “Os Pássaros”. Para tentar dormir, vou ao menu Música. Deixa ver: Pop/Rock, Jazz, Clássica, Ópera, Essenciais. Escolho Essenciais. E vejo Bon Jovi. O.K. Temos concepções diferentes de música.

2h15: Decidi-me pelo último de Antony & the Johnsons. Vai ser tiro e queda.

3h13: Para quem editou um disco chamado “I am a bird now”, o Antony a voar abana imenso. Espera lá, abre os olhos, acorda. Quem abana é o avião, ao atravessar a linha do equador. Com tanto abanão, mais vale mudar de música. Siga o Morrison.

5h: Boa surpresa. Os Pixies também fazem parte do menu de discos Essenciais. Tal como Nirvana – só que estes no registo… unplugged?!? Ainda não tinha perdoado os Bon Jovi…

6h20: Nas janelas do lado esquerdo, nasce o sol. Nas do lado direito, continua de noite. O comandante anuncia a descida para Joanesburgo, onde a temperatura é de um grau. É melhor ir buscar o casaco.

6h55: Solo africano. Aterragem com algum estrondo, como convém, que é para saberem que acabámos de chegar.

Saúde embalada

Ok, vamos lá confirmar: a África do Sul chegou aos 100 casos notificados de Gripe A. A empresa para a qual eu trabalho, entregou-me ontem um kit médico, com máscaras e medicamentos porque ainda faço escala em Londres, outra cidade – ou aeroporto – “perigosa(o)”. Sinto-me mais seguro? Não.

A gripe está aí, e espalha-se como se espalharam todas. Estar a ver por onde ela vem, que é o que andamos todos a fazer, contando caso a caso, com as câmaras a correr atrás, pode ser divertido para alguém, mas é uma tarefa inconsequente. Já me passou pela cabeça que quem foi infectado nesta fase inicial – e não sofreu consequências graves – é que teve sorte, pois foram assistidos antes de a coisa piorar. Aliás, tiveram direito a tratamento e conferências de imprensa. E, naturalmente, com os mais altos responsáveis da Saúde por companhia de cabeceira.

Aliás, investi em profilácticos contra a malária e, em vez de tomar o primeiro esta quinta-feira (como me foi recomendado), despachei os medicamentos na bagagem que espero reencontrar no fim do percurso. Agora só amanhã.

Até já

Já no aeoporto de Lisboa, prestes a embarcar para a primeira parte do trajecto. Chegar até aqui foi fácil. O únco problema é que estou a derreter dentro de roupa de Inverno e botas. O Mundial de África do Sul em 2010 vai decorrer no Inverno, estação que ali dura entre os meses de Maio e Julho. A previsão para esta quinta-feira é de muito frio. E amanhã, sexta, dia da chegada a Joanesburgo, a previsão é para céu limpo,ocm temperaturas entre dois de mínima e 15 de máxima. Volto aqui a partir de Londres (espero). Até já.

Dúvida metódica

Como se faz passar uns 25kg de bagagem por 20kg?

Desentorpecer os caracteres

A menos de 48 horas da partida, o relógio não dá descanso. Entre afazeres profissionais e familiares, o ponteiro foi andando, enquanto outros iam adiando. Agora, a dois dias, ou menos, é preciso fazer tudo. A começar por reaprender a escrever num blogue. Readquirir liberdade para escrever mais do que os 140 caracteres permitidos pelo Twitter – para onde me “transferi” – paralisa.

Fintar esta prisão: salta-se por cima do título, ataca-se imediatamente o texto, com os olhos pregados à baliza e a alma presa à esperança de que para trás ficou tudo bem.

Agora, interessa ser eficiente, produtivo. Algo assim como o Twitter. Por mais que irrite a gente como Miguel Sousa Tavares – li-lhe algures uma declaração de que ele “detesta o twitter e o facebook” – ter uma rede social à mão pode fazer muito pela nossa eficiência e produtividade. Tudo depende do uso que se dá à coisa. Vou voltar à mala.


Blogue

subscrever RSS A Vuvuzela é uma corneta, que servia para convocar pessoas, e que é muito popular nos estádios de futebol da África do Sul.

Inquérito

Subscrever newsletter Clique aqui ou no envelope se prefere receber os textos na sua caixa e correio.

RSS Última hora: PÚBLICO Desporto

  • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.

RSS Mundial 2010 @ FIFA.com

  • Smolov: I don’t want to be like everyone else Junho 19, 2017
  • ‘Bring Someone Special’ to the FIFA World Cup Junho 17, 2017
  • Korea Republic sack Uli Stielike Junho 15, 2017
  • New Zealand at home first in OFC play-off Junho 15, 2017
  • Russia’s new generation ready to step up Junho 14, 2017

Infografia

Infografia
Onde ficam os estádios do Mundial 2010 e por onde andou o PÚBLICO. Clique aqui

Twitter

Contas no twitter

@vuvuzela2010

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

@vferreira

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.